Informação:

PDF
LInha Judaica arrow Arca



Arca


Preço por Unidade (Un): Clicar para saber o Preço


"Também farão uma arca de madeira de acácia; de dois côvados e meio será o seu comprimento, de um côvado e meio, a largura, e de um côvado e meio, a altura. De ouro puro a cobrirás; por dentro e por fora a cobrirás e farás sobre ela uma bordadura de ouro ao redor. Fundirás para ela quatro argolas de ouro e as porás nos quatro cantos da arca: duas argolas num lado dela e duas argolas noutro lado. Farás também varais de madeira de acácia e os cobrirás de ouro; meterás os varais nas argolas aos lados da arca, para se levar por meio deles a arca. Os varais ficarão nas argolas da arca e não se tirarão dela. E porás na arca o Testemunho, que eu te darei." (Ex 25:10-16)A arca da aliança é o utensílio mais importante do tabernáculo, simbolizando a santa presença de Deus (Nm 10:33-36) e a Sua aliança com o Seu povo (Js 3:3).

O termo hebraico freqüentemente utilizado para descrever a arca é 'ârôn, que também pode ser traduzido como baú ou caixão. A Bíblia faz referência à arca de algumas formas diferentes, tais como:
  • Arca do Senhor (Js 4:11)
  • Arca de Deus (1 Sm 3:3)
  • Arca da Aliança (Nm 10:33)
  • Arca do Testemunho (Ex 25:22)
  • Arca da Tua fortaleza (Sl 132:8)
  • Arca Santa (2 Cr 35:3)
A arca e os atributos de Deus
Como símbolo da presença de Deus e de Sua aliança com Seu povo, a arca revela-nos verdades preciosas a respeito de maravilhosos atributos divinos. O maior brilho da arca, com certeza, não era o ouro puro com a qual era coberta; mas a sublime majestade do caráter do Senhor revelada nela. Assim sendo, pensaremos em alguns desses atributos.

O Deus digno de total adoração
"Farás dois querubins de ouro; de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório; um querubim, na extremidade de uma parte, e o outro, na extremidade da outra parte; de uma só peça com o propiciatório fareis os querubins nas duas extremidades dele. Os querubins estenderão as asas por cima, cobrindo com elas o propiciatório; estarão deles de faces voltadas uma para a outra, olhando para o propiciatório. Porás o propiciatório em cima da arca;" (Ex 25:18-21a)

A tampa da arca era chamada de propiciatório (do qual falaremos pormenorizadamente depois). Acima dele ficavam dois querubins de ouro, também chamados de "querubins de glória" (Hb 9:5), os quais estavam posicionados um defronte ao outro e olhavam para o propiciatório, trazendo uma impressão de estarem curvados, ou seja, em uma posição de reverência e adoração.

De fato, o Deus do tabernáculo é totalmente digno de adoração. As criaturas celestiais o adoram (Hb 1:6b). Os demônios prostram-se perante Ele (Mc 5:6). A natureza toda proclama a Sua glória (Sl 19:1-6). Seus redimidos, ao redor de toda a terra, adoram o Seu nome em espírito e em verdade (Jo 4:23). Até mesmo os incrédulos, que perecerão eternamente sob a ira de Deus, naquele grande e terrível dia, terão de dobrar os seus joelhos perante o Senhor Jesus Cristo (Fp 2:10). Somente Ele é digno de ser adorado, pois não há outro semelhante a Ele (Is 43:10).

Aos homens, cabe a responsabilidade adorá-Lo. Deus criou a humanidade, bem como todas as coisas, para Sua própria glória (Rm 11:36), de modo que o maior crime do universo é negar-Lhe adoração. O nosso Deus é infinito e infinitamente digno da adoração de seus criaturas; portanto, rebelar-se contra Ele torna a criatura infinitamente culpada.

Deve-se observar, contudo, que adorar ao Senhor trata-se também de um grande privilégio. Que gozo indizível é trazido à alma humana, quando esta é levada a contemplar a formosura do Senhor! Davi compreendeu-o muito bem, a ponto de exclamar: "Tu me farás ver os caminhos da vida; na Tua presença, há plenitude de alegria; na Tua destra, delícias perpetuamente" (Sl 16:11). Negar-Lhe adoração não é somente o crime mais estúpido, mas também a maior tolice que qualquer ser humano pode cometer.

O Deus justo
"E porás na arca o Testemunho, que Eu te darei" (Ex 25:16)

O Testemunho refere-se às tábuas dos dez mandamentos, dados por Deus a Moisés, conforme o relato de Exôdo 20. A lei revela a perfeita justiça do caráter de Deus; Ele é aquele que não pode praticar o mal (Tg 1:13) e que é santíssimo (Is 6:3), não podendo suportar a injustiça (Hc 1:13). Ele próprio é o padrão absoluto de justiça.

Dessa forma, assim como Ele é justo, também exige que os homens o sejam. Jesus disse: "Sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste" (Mt 5:48). Ele exige um cumprimento total de Sua lei, não admitindo uma falha sequer, como Tiago nos explica:"qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos" (Tg 2:10). Além disso, as Escrituras ainda afirmam que "ao culpado [Deus] não tem por inocente" (Ex 34:7).

Disponibilidade

Prazo de Entrega (aprox.): em estoque


Comentários de Clientes:

Não existe qualquer comentário para este produto.
Por favor faça o seu Login para escrever um comentário.





Atualizado em :

Login




Perdeu sua senha?
Sem conta ainda? Registro

Carrinho

Mostrar Carrinho
O seu Carrinho está vazio.

Radio

Lista de produtos

Flor de Lotus M
Flor de Lotus M
R$ 47,00
Adicionar


Incenso Rosa Vermelha
Incenso Rosa Vermelha
R$ 2,80
Adicionar


Uma Voz na Floresta
Uma Voz na Floresta
R$ 35,90
Adicionar


Difusor quadrado flores
Difusor quadrado flores
R$ 23,00
Adicionar


Luminaria Buda Mosaico
Luminaria Buda Mosaico
R$ 289,00
Adicionar


Especial

Japamala em Pedra Sangue de Isis
Japamala em Pedra Sangue de Isis
R$ 128,00
Caldeirao de ferro P
Caldeirao de ferro P
R$ 160,00
Incenso Saint Germain (Luz Violeta)
Incenso Saint Germain (Luz Violeta)
R$ 8,00
Shereya Incenso
Shereya Incenso
R$ 32,00
Joomla! is free software released under the GNU/GPL-License.
Joomla Template Design Copyright Kanga Internet 2008
Web Design | SEO Melbourne | Internet Advertising | eCommerce Websites | Web Developers Melbourne
Desenvolvido por Inteligência Sistemas - 2003-2008 ®